segunda-feira, 28 de novembro de 2011

Despedida
















Digo Adeus agora!
Pois não sei quando vou.
Digo Adeus agora!
Pois não sei quando partirei.
Digo Adeus agora!
Pois não sei o dia,
A hora
Que terei que ir embora.
Minha despedida é agora.
Pois não sei...
Não sei até quando...
Até quando estarei entre vos!
Então, digo Adeus agora!

Rafaella Silveira Sucupira da Costa.

5 comentários:

  1. Olá Rafaella! Passando para te cumprimentar e apreciar mais uma das tuas belas criações.



    O Natal está chegando, mais um final de ano que aos poucos vai se aproximando, e cada vez mais forte está a minha esperança do dever cumprido neste 2011. Procurei fazer o possível para agradar, tanto com o que postei de terceiros, quanto com as ínfimas baboseiras que criei.

    Hoje estou iniciando uma pausa para descansar um pouco a cuca e a carcaça, analisar os erros e os acertos, e dar uma arrumadinha no nosso humilde espaço, prometendo, se “DEUS” quiser, retornar em janeiro para dar continuidade às atividades.

    Aproveito a oportunidade para apresentar as minhas desculpas àqueles que, de alguma forma, não agradei com as minhas postagens, e agradecer a todos indistintamente, amigos(as) e seguidores(as), pelo carinho, compreensão e, principalmente, pelo grande apoio que é de vital importância neste mundo virtual, esperando no próximo 2012, continuar sendo merecedor dessas ímpares e valiosas companhias. Muito obrigado de coração.

    A todos, um “Maravilhoso NATAL” e um “Fantástico ANO NOVO”, não com fortuna, mas, com muitas felicidades.

    “QUE 'DEUS' SEJA LOUVADO”

    Arte & Emoções
    Rosemildo Sales Furtado.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Rosemildo Sales Furtado,

      Peço-te desculpá pela demora em responder-te...
      Gostaria de agradecer por tudo!!!!!!!!!
      Que tu permaneças a iluminar o mundo, a tua volta, com tuas postgens e pensamentos!!!!!!!!!!
      Deus ilumine teu caminhar!!!!!!!!!!

      Excluir
  2. Nunca digas adeus, ensinaram-me em menino.
    E isto porque não sabes, qual será o teu destino.
    Porque na estrada da vida
    há sempre um novo caminho,
    braços que nos dão guarida,
    e ao longo da caminhada
    na tristeza ou na alegria
    Tudo tiramos do nada
    e então nasce a POESIA.

    Na escolha do SIM ou NÃO
    Do entre o TER e o SER
    A nossa vida não é mais
    Que um POEMA EM CONSTRUÇÃO!

    ResponderExcluir
  3. Nunca digas adeus!
    A vida muitas vezes nos surpreende... e adeus é uma palavra triste!


    Beijos!
    AL

    ResponderExcluir
  4. Lindo Poema Rafaella! Amo poesias. Te agradeço por também seguir meu Blog Arte & Rabisco. Foi uma boa escolha! Obrigada!

    ResponderExcluir