sábado, 5 de março de 2011

Nascimento na Morte












Como se fundamentaria a vida

Se não houvesse sofrimento?
Se ao menos soubéssemos
A razão do nosso lamento...
Não andaríamos sempre
Com tanto descontentamento.

E assim com a nossa ignorância seguimos
Achando-nos fartos de conhecimento.
Ah! e as nossas descobertas
Não nos tornam nem melhores nem priores,
Apenas são peças de um jogo inexplorado...

E a vida?
Como saberíamos o que é viver
Se não provássemos à morte?

Foi necessário alguém perecer
Para que o nosso ser
Pudesse nascer.
Assim como o dia
Que só nasce
Se a noite morrer.


Rafaella Silveira sucupira da Costa.

16 comentários:

  1. Obrigada pela visita, já estou por perto!Lindo seu blog, parabéns!!

    Shalom

    ResponderExcluir
  2. Nair,
    Fico grata pela vista também!!!!!
    E estou muito agradecida por teu comentário!!!!!!
    Espero que minhas postagens contribuam de forma significativa em tua vida!!!!!!!!!
    Shalom!!!!!!!

    ResponderExcluir
  3. Lindo teu blog e essa poesia! um beijo,tudo de bom,chica

    ResponderExcluir
  4. Chica,
    Fico muito grata por teu comentário!!!!!
    Que bom que gostastes do meu blog e de minha poesia!!!
    Saiba que ès sempre bem vinda!!!!!!
    Desejo-te tudo de bom!!!!!!!!!!
    Abraços!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  5. Taio,
    "Soberba é o sentimento negativo caracterizado pela pretensão de superioridade sobre as demais pessoas, levando a manifestações ostensivas de arrogância, por vezes sem fundamento algum em fatos ou variáveis reais."
    Partindo dessa definição devo considerar que mesmo diante da inúmeras adversidades que nós seres humanos nos deparamos é frequente acharmos detentores do "SABER" e até mesmo nos julgarmos absolutos quanto aquilo que é "certo" e/ou "errado". Mas, esquecemos que todos estamos inseridos na mesma ignorância. Claro que uns mais e outros menos, mas todos nós fazemos parte deste mundo que nos limita a condição de meros seres que mergulham em descobertas que deveriam fazer com que depertassemos para "resposta" que Socrátes encontrou em suas inúmeras cogitações: "Só sei que nada sei.". Creio que nos falte isso... sim, nos falta assumirmos nossa própria ignorância ao envés de nos sentirmos melhores uns dos outros.
    Espero que os sofrimentos e adversidades com que nos deparamos faça com que acordemos para nossa condição humana. Ou seja, condição de seres sujeitos a vitórias e derrotas, alegrias e tristezas... mas independente de tudo seres que por mais que aprenda e realize feitos e descobertas ainda assim, será um ser limitado e sujeito ao fim como qualquer outro ser desse mundo material.

    ResponderExcluir
  6. o sofrimento é bastante físico. porem viver não implica a matéria. a morte é a queda de uma condição superior ao qual o homem já viveu. agora o homem vive a morte. a vida é eternidade. morte requer o tempo.

    sobre a ignorancia... nem o homem mais sábio que já viveu entre nós teve nem 1% da verdade. a verdade muitas vezes contemplada por meio do êxtase é sublime apesar de supercifial.

    não sei se fui claro em meu breve comentário... me desculpe se o fui. se fui compreendido saberá do que me refiro.

    Abraço Rafaella!

    ResponderExcluir
  7. Parabéns Rafaella,
    Gostei muito dessa poesia, você conseguiu expressar perfeitamente a realidade.

    Tudo na vida tem um "porque" uma "importância" que muitas vezes não conseguimos compreender a sua razão.

    Enfim, gostei muito. Parabéns!
    Fica com Deus!

    ResponderExcluir
  8. Otávio Vieira,
    Creio que fostes bastante claro no que se refere ao teu comentário.
    E não vejo motivos para se desculpar. Ora, cada um de nós tem o direito de ter suas próprias opiniões.
    No que se refere a "VIDA" concordo com tua pessoa que essa seja "ETERNIDADE". Por isso eu escrevi: "Foi necessário 'Alguém' perecer
    Para que o nosso ser",(ou aqueles que permitem),
    "Pudesse nascer." Ou desfrutar da vida. E a "vida" aqui dita não me refiro a matéria, mas justamente a condição de gozar da plenitude...
    E quanto A VERDADE julgo eu que nossa matéria limitada nos impede de conhecê-lA. Sendo-nos apenas possível saber que ELA existe e que um dia ELA(A VERDADE) e por ELA será revelada. Pois, A VERDADE existe e conhece a Si MESMA.
    Assim,o homem mortal desfruta de sua própria ignorânica!!!!!!!!!
    Abraços!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  9. Vistor Rust,
    Fico imensamente grata e muito feliz em saber que tenhas gostado!!!!!!!!!!!!!!!!
    Na verdade, gostaria de agradecê-lo por me recordar dessa poesia que há muitos anos atrás tinha sido escrita por minha pessoa. Obrigada!!!!
    Devo a ti essa postagem que tinha ficado perdida em meus escritos antigos!!!!!!!!!
    Agradeço-te mais uma vez!!!!!!!!!!
    E uma das minhas maiores alegria está em saber que não ès um menino que apenas diz que está bonito ou feio sem saber o "PORQUE"... tu ès uma pessoa que refleti, que procura julgar as coisas de modo consciente.
    Parabéns por seres essa pessoa tão especial!!!!!!!!!!
    Faço de tuas palavras as minhas: "Tudo na vida tem um "porque" uma "importância" que muitas vezes não conseguimos compreender a sua razão."
    Que O Senhor Jesus Cristo continue a iluminar teu caminhar!!!!!!!!!!!!
    Beijos!!!!!!!!!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  10. Poderá não ter sido a primeira vez que venho até seu espaço. Lindo mesmo! não só a estética, que é lindissimo, mas também o que nele coloca. Tudo mesmo muito bom! São escritos que saiem da alma e que faz mexer com outras almas!

    Tudo de bom lhe desejo e voltarei mais vezes aqui. Seja meu seguidor, serei seu também!

    Um beijo e um abração.

    ResponderExcluir
  11. É difícil se conformar com os ciclos da vida.

    ResponderExcluir
  12. José Sousa,
    Fico muito grata por teu comentário tão gentil!!!
    É com imensa satisfação que recebo tal cometário, pois realmente meus escritos compõem a voz que ecoa no meu intímo e é muito bom saber que eles, de alguma forma, tocam a alma daqueles que as leem com coração aberto.
    Desejo-te tudo de bom!!!!!!!!!!!!
    Já sou tua seguidora!
    Abraço!!!!!!

    ResponderExcluir
  13. Acho que aqui as pessoas estão com saudades de sentir as tuas emoções em forma de palavras :)

    ResponderExcluir
  14. Cláudio,
    Peço-te 'desculpás' e também a todos aqueles que sentiram falta de minhas postagens!!!!!!
    Perdoi-me por este tempo de silêncio!!!!!!
    Mas, às vezes é necessário silenciarmos nossas palavras para que possamos ouvir com maior clareza o nosso interior!!!!!!!
    Obrigada pelo carinho!!!!!!!!!
    Abraços!!!!!!!!!

    ResponderExcluir
  15. Sua poesia tocou meu coração como raios saindo de um trovão.O mistério da vida já nos foi revelado pela morte de Cristo na cruz do calvário.A morte é o fim para aqueles que amam esta vida,mas para os cristãos,ela é o princípio da vida.

    ResponderExcluir